Pesquisar este blog

Alvirrubro volta a vencer em um jogo polêmico

domingo, junho 1

Num jogo marcado por uma confusão que passou dos limites do campo, o Náutico venceu por 3 a 0 o Botafogo, neste domingo, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro, que foi comandado pelo técnico interino Luizinho Rangel e foi observado de perto por Geninho, se descontrolou após a expulsão de Andre Luis. O time pernambucano comemora o bom resultado na estréia do treinador Leandro Machado.

Desde o apito inicial, os jogadores das duas equipes mostraram-se muito nervosos. A partida era marcada por muitas faltas, mas também lances de perigo de ambos os lados. Logo aos três minutos, o Botafogo reclamou de um pênalti em Wellington Paulista, que disputava uma bola com Everaldo. Em seguida, Carlos Alberto assustou, chutando cruzado, mas para fora, depois de ganhar de Ticão na velocidade.
Mas foi o Náutico que abriu o placar, aos 12 minutos. Ruy fez boa tabela com Ticão no lado direito e cruzou com perfeição para Felipe, que, dentro da pequena área, cabeceou sem qualquer marcação, fazendo 1 a 0.

Mesmo com a desvantagem, o Botafogo manteve a postura ofensiva, e teve uma boa chance aos 25 minutos. Lucio Flavio cobrou escanteio, Carlos Alberto subiu de cabeça, e Renato Silva desviou, obrigando Eduardo a fazer boa defesa.
Expulsão de Andre Luis dá início a confusão generalizada

Mas o principal acontecimento do primeiro infelizmente não teve nada a ver com o futebol. Aos 37 minutos, Andre Luis cometeu falta por trás em Ruy. O zagueiro, que já havia levado um cartão amarelo por reclamação, foi expulso. Ao deixar o campo, se dirigiu à torcida do Náutico com gestos obscenos e jogando uma garrafa em direção à arquibancada, fazendo com que a polícia o retirasse de campo. Nesse momento, Andre Luis teria ofendido moralmente uma policial.
A confusão foi generalizada. Vários policiais tentaram imobilizar Andre Luis, que se desvencilhou e tentou deixar o campo por uma porta atrás de um dos gols. Os demais jogadores do Botafogo tentaram proteger o zagueiro, e sofreram com a truculência dos policiais, que chegaram a jogar gás de pimenta. Andre Luis foi levado ao Juizado do Torcedor, no Estádio dos Aflitos, mas precisou passar pelo meio da torcida. O presidente alvinegro, Bebeto de Freitas, tentou intervir, mas foi empurrado pelas autoridades e também foi levado.
A partida ficou paralisada por 11 minutos, e o clima de tensão era grande até o intervalo. Houve a informação de que o Botafogo não voltaria a campo após o intervalo, mas os jogadores retornaram para o segundo tempo.
Sem qualquer condição psicológica, o Botafogo sofreu outro baque logo a um minuto. Geraldo recebeu pela esquerda e lançou Felipe, que entrou na área e chutou por entre as pernas de Renan, ampliando o placar para 2 a 0.
Sem qualquer reação, o Botafogo ficou completamente entregue ao Náutico, que chegava com facilidade ao ataque. O terceiro gol dos pernambucanos aconteceu aos 17 minutos. Wellington recebeu o passe, Leandro Guerreiro não conseguiu cortar, e o atacante chutou para marcar.
Com o placar consolidado, o Náutico passou a diminuir o ritmo, tocando a bola até achar os espaços na defesa do Botafogo, que conseguiu de certa forma recompor sua defesa com a entrada de Bruno Costa no lugar de Túlio. Mas, abalada, a equipe carioca não mostrou qualquer poder de reação.

0 comentários:

 
Futebol Multimídia™ | by TNB ©2010